CleancoCleanco

A REFORMA PROTESTANTE

‘‘Mas o justo viverá pela fé’’  Romanos 1:17

Quando analisamos a história da humanidade nos últimos 500 anos, observamos o quanto a Reforma Protestante foi crucial para grandes mudanças e transformações que modificariam a conduta do ser humano com ele mesmo, com o próximo e principalmente com Deus. Tornando-se um dos fatos mais importantes para nós, “protestantes”, devido ao rompimento que um monge agostiniano chamado Martinho Lutero fez com a igreja Católica Romana.

Infelizmente se perguntássemos hoje aos nossos filhos o que comemoramos no dia 31 de outubro, se bem que até mesmo a alguns adultos, a resposta seria a mesma, halloween – dia das bruxas. Muitos perderam a noção de nossa história protestante, do que nos fez uma igreja que não adora ídolos, não acredita em salvação por méritos humanos e muito menos em perdão de pecados senão única e exclusivamente pelo Sangue de Cristo.

O texto de Romanos 1:17 foi suficiente para fortalecer o processo de conversão de Martinho Lutero, que em 31 de outubro de 1517 fixou na porta da igreja do castelo de Wittemberg, na Alemanha, as suas 95 teses, desfechando uma verdadeira revolução religiosa, em prol de um retorno às origens do Cristianismo primitivo, e da prática sincera e devocional da Palavra de Deus. Ele afirmava com convicção: ‘‘Minha consciência é escrava da Palavra de Deus’’. Após a fixação das suas 95 teses, Lutero travou uma forte luta de debates, tanto verbais, quanto escritos, defendendo a ‘‘Justificação pela fé’’ – ‘‘Sola fide’’, que lhe custou a excomunhão. No dia 10 de dezembro de 1520, o Papa Leão X, o considerou herege, expedindo-lhe a Bula de excomunhão, que ao recebê-la, Lutero, em um ato de coragem e desafio ao poder religioso, queimou-a em praça pública. Com a excomunhão, ele recebeu apoio de várias personalidades da nobreza alemã, tendo condições de avançar com o movimento que havia iniciado.

Hoje, somos reconhecidos e chamados de protestantes, devido ao protesto levantado por Lutero naquela data. Porém, devemos nos perguntar se estamos realmente em protesto contra as coisas que foram o motivo de cisão entre ele e a igreja Romana? Ou estamos andando de volta às práticas que aquela igreja tinha?

Depois de 501 anos podemos ver que infelizmente temos algumas práticas que eles também tinham, e o nosso rumo não é bom, pois eles acabaram sem a direção de Deus e impediram a ação do Espírito Santo em suas vidas e na igreja. O que vejo hoje, não é que precisamos de uma nova reforma como muitos dizem, e sim, de simplesmente ser a Igreja de Cristo, e deixar que o Espírito Santo venha agir em nós e através de nós. Pararmos de caminhar na independência de Deus, e buscarmos sua face todos os dias para que encontremos nossa verdadeira identidade. Penso que o texto que mais se adeque a igreja atual é o que João escreveu a igreja de Éfeso em Apocalipse 2:4-5 “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.”. E estes são os nossos grandes desafios: 1) A Bíblia é a nossa única regra de fé e prática, sendo ela a palavra de Deus, e não apenas contendo a palavra de Deus. 2) Somos salvos puramente baseados na nossa fé em ser Jesus o filho de Deus, não há nada que possamos fazer como obras que possa nos justificar. 3) Nossa salvação veio mediante uma atitude de Deus, não fomos nós que o escolhemos, mas ele nos escolheu, somos alvos de sua graça. 4) Fomos restaurados e reconciliados com Deus mediante a pessoa bendita de Jesus, ele é o autor ele é o Senhor e ele é o único. 5) Só um é merecedor de toda glória e honra, e tudo o que ele fez foi para este fim, seu nome é o Senhor Deus Poderoso.

“Soli Deo Gloria!” – Glória somente a Deus!

Pr. Wellington Dias

Diretor Executivo – Seminário Cristo Para as Nações

Pastor da Comunidade Evangélica Nova Vida

OUTUBRO ROSA E NOVEMBRO AZUL! O QUE EU TENHO A VER COM ISSO?

“Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá. Porque o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado.”

I CORÍNTIOS 3:16-17

Falar de conscientização é algo muito importante, mesmo porque ainda temos muitas pessoas preconceituosas no cuidado com o próprio corpo. Por isso, decidi escrever este texto sobre duas campanhas muito importantes que acontecem consecutivamente nos meses de outubro (outubro rosa) e novembro (novembro azul), tendo em vista que alguns ainda estão alienados principalmente dentro de nossas igrejas sobre o verdadeiro valor dessas campanhas, que servem para nos alertar que temos um corpo também.

O chamado Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero. Já o Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada no mês de novembro dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. Desta forma temos duas atividades voltadas única e exclusivamente para alertar as pessoas para os danos causados por uma não preocupação com seu próprio corpo, sendo que a prevenção pode ser a solução de muitos desses problemas.

Houve uma época em que as pessoas não se preocupavam muito com sua saúde, tínhamos graves problemas decorrentes da falta de informação e também pelo medo de um diagnóstico positivo, principalmente sobre o câncer. Mas não podemos esquecer que o fato de não fazer o exame, não me isenta de ter responsabilidade com o problema. Por isso temos que estar informados de tudo o que acontece e da minha responsabilidade em manter minha saúde em dia, cuidar do meu corpo e viver, no que depende de mim, uma vida abundante.

Assusta-me quando vejo pessoas instruídas, tanto culturalmente quanto espiritualmente, e que ainda tem preconceito de realizar os exames de mamografia, e o famoso “toque retal” para ver como está a situação da próstata. Venho de uma família em que o meu pai teve o câncer de próstata, porém, como ele sempre fazia seus exames regularmente, foi diagnosticado bem no início, o que proveu para ele a solução imediata de uma cirurgia que retirou completamente o problema, pois estava no começo. E como a Bíblia adverte que o inteligente aprende com os seus erros, porém o sábio com os erros dos outros, faço anualmente meus exames preventivos, para ver se está tudo bem com o meu corpo, afinal de contas a própria medicina é uma ferramenta que Deus usa, porque ninguém tem a capacidade de saber o que sabem se não for concedido por ele. Cristo mesmo declarou que quem precisa de médico são os doentes, ressaltando essa necessidade, e se colocando como médico de nossas almas.

A carta que Paulo escreve aos coríntios é bem clara no que Deus pensa a respeito do ser humano, afinal de contas não somos apenas um espírito, temos uma alma e também um corpo. E todas as nossas partes tem que ser cuidadas, afinal de contas foi Deus que as criou. Mas alguns se dão a cuidar excessivamente da parte espiritual e esquecem que nosso corpo também depende de cuidados, principalmente por ser ele a habitação, santuário do Espírito Santo. E as consequências de não cuidar do corpo, que foi criado por Deus, levando-o à exaustão ou até mesmo ao uso inadequado, e a própria ação do pecado (vícios dos mais diversos), culmina em uma decisão de Deus de destruir o que destrói o santuário. O problema aqui, é que muitas vezes nós mesmos somos agentes de destruir nosso próprio corpo, onde sofremos as ações da palavra de Deus contra nós.

Deixo então um conselho a todos que leem esse texto, procure sempre estar em íntima comunhão com Deus, abstenha de pecar, principalmente contra o seu próprio corpo, faça regularmente exames de rotina para ver se está tudo bem com seu organismo. Tomando essas medidas, não podemos dizer que problemas não virão, mas certamente uma boa parte deles deixará de existir ou serão remediados com mais facilidade.

Deus abençoe a todos, nos conceda muita saúde para que possamos ver cumprido em nós o Salmo 128:6 “e veja os filhos dos seus filhos”. Amém!

Pr. Wellington Dias

Diretor Executivo – Cristo Para as Nações

Pastor da Comunidade Evangélica Nova Vida

ELEIÇÕES À VISTA! COMO DEVO ESCOLHER?

“Quando o Justo governa o povo se alegra, mas quando o ímpio domina o povo geme.”

PROVÉRBIOS 29:2

Estamos chegando a mais um período de pleito eleitoral, onde exerceremos o direito de escolher nossos próximos governantes. É muito importante fazermos uma reflexão em quem votamos no passado, se é que lembramos, se ele realmente foi um bom governante, se cumpriu com as promessas feitas em campanha, e caso queiramos mudar, quais os candidatos atuais para que possamos fazer uma escolha consciente.

Não devemos desprezar nosso voto, afinal de contas foram muitas lutas travadas e pessoas morreram para que tivéssemos este direito. Então anular, votar em branco ou até mesmo não votar, embora sendo a liberdade de exercer seu direito de voto, mas trará consequências. Mesmo que você não queira participar, não se esqueça de que alguém será eleito, queira você ou não. E mesmo que você não vote em ninguém, alguém irá te governar, que foi escolhido pelos outros que não abriram mão deste direito de escolha. Então por que não procurar dentre os que estão aí, o melhor para governar sobre nós? Certamente temos bons candidatos, como também temos os ruins, devemos focar naquele que leva as qualidades de um bom gestor, que se preocupe com a justiça, com a lei e com a ordem, que busque os direitos do povo e queira defendê-los, que tenha respeito com o ser humano e principalmente a Deus.

E pensando nisso, deixo algumas dicas simples que te ajudarão na escolha do seu candidato:

  1. Não escolha simplesmente porque é carismático ou bonito.
  2. Não escolha por indicação apenas, veja o histórico, a vida, a família.
  3. Procure pessoas que entendem dos direitos e deveres e os respeitem.
  4. Não vote por favores concedidos, isso é corrupção.
  5. Procure pessoas que tenham o temor do Senhor, pois somente estes poderão governar respeitando aquele que é maior do que todos.
  6. Veja se ele defende os valores que como um bom cristão não abrimos mão: a família como base de toda sociedade, a vida (contra o aborto), a saúde (direito de todos), educação (responsabilidade do estado) e segurança (obrigação do estado).
  7. Busque informações sobre a ideologia do partido que ele pertence, afinal de contas ele é um candidato do partido e não um solitário.
  8. A Bíblia não manda votar em crente, e sim em justo (tem muito crente injusto).
  9. Conheça as propostas do candidato, e veja se ele cumpriu as anteriores no caso de reeleição.
  10. Procure saber se ele não tem problemas com a justiça (ficha limpa).
  11. Analise se ele tem capacidade intelectual e moral para criar leis que favoreçam a todos e principalmente para administrar um estado/país.
  12. Cuidado em quem você vota, afinal de contas ele governará você, sua família, sua cidade, ou até mesmo seu país por no mínimo quatro anos.

Lembre-se do que Paulo escreveu aos Romanos (13:1-7), pois depois que votamos e escolhemos nossos governantes estamos debaixo deste princípio: “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela, visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal. É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência. Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço. Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra.”

Que o Senhor abençoe nossa nação, nos quatro cantos desta terra brasileira. Que busquemos sua vontade para termos tempos de refrigério, e oremos todos os dias pelos governantes, para que o Senhor os cubra com sua graça para que governem com sabedoria e justiça. Em nome de Jesus, amém!

Pr. Wellington Dias

Diretor Executivo – Cristo Para as Nações

Pastor da Comunidade Evangélica Nova Vida

Seminário Cristo Para as Nações